Deslocar para baixo para Deslocar para baixo para explorar

CONSTRUIMOS SONHOS

Em 1969, na vila costeira de Poole, Robert Braithwaite sonhava em construir um novo tipo de barco.

Com recurso a tecnologias e materiais revolucionários, os seus desenhos iniciais eram personalizados para apenas alguns proprietários, ansiosos por abraçar uma liberdade recentemente conquistada.

 

 

 

Um acontecimento dramático mudou para sempre o futuro da empresa

O destino cria a oportunidade

Na década de 1960, Robert trabalhou na Friar’s Cliff Marine, uma empresa que vendia várias marcas, incluindo  pequenos barcos fabricados pela construtora naval norte-americana Owens Cruisers Inc.

Friar’s Cliff Marine tornou-se Poole Powerboats em 1969, com a mudança para a vila de Poole. Mas um acontecimento dramático mudou para sempre o futuro da empresa.

Nos EUA, a Owens Cruisers decidiu que iam interromper a distribuição dos seus barcos na Europa e anunciaram o encerramento das operações no Reino Unido.

Foi nesta altura que Robert viu uma oportunidade única. Com o apoio dos restantes, juntou algum dinheiro, foi até aos escritórios da Owens em Arundel e negociou a aquisição dos moldes dos seus barcos.

Agora, a Poole Powerboats tinha apenas um problema.

A empresa nunca tinha construído um barco marítimo.

Legenda da imagem: inauguração da Poole Powerboats – (da esquerda para a direita) John Braithwaite, Jennifer Macklin, John Macklin, Gladys Braithwaite, Idris Braithwaite, John Blackaller, Robert Braithwaite

O início da viagem

No início da década de 70, não havia grandes construtores navais para o mercado desportivo e de lazer no Reino Unido.

O primeiro barco lançado foi o Sovereign 17 em 1971, seguido do Sovereign 20. Em 1972, a empresa participou no Espetáculo Naval de Southampton, desejosa por conhecer novos clientes.

Um visitante (o grande piloto de Fórmula Um, Henry Taylor) adorava barcos, mas queria um que acomodasse uma espreguiçadeira de plena largura.

Tal como é a missão da Sunseeker em oferecer aos clientes exatamente o que procuram, a equipa propôs-se a desenhar este novo barco sem precedentes mas que se revelou um grande sucesso. Foi neste momento que John, o irmão mais novo de Robert, se juntou à empresa. Aprendeu o ofício e começou a influenciar cada vez mais o design: uma função que ainda hoje exerce como Diretor de Desenvolvimento de Produtos.

Nesta onda de triunfos, a empresa respondeu à procura de um mercado de barcos desportivos em crescimento, lançando o Sports 23 e o Daycab 23.

A Sunseeker tinha chegado. Agora é que começava a grande viagem.

 

Explorar o Mediterrâneo

No final da década de 1970, a Sunseeker estava a fazer sucesso no reino Unido e no norte da Europa.

Mas eles ainda sonhavam em serem os primeiros a explorar os emergentes destinos no Mediterrâneo, criando barcos com mais estilo e velocidade.

Por isso, Robert e John recrutaram o experiente designer naval, Don Shead.

O designer de barcos de corrida e super-iates, mas nunca na produção de cruzeiros, reconheceu o potencial de combinar a visão da Sunseeker com o seu talento singular.

E começou a desenhar um barco totalmente diferente.

 

Um salto de coragem e imaginação, o Offshore 28 foi o primeiro deste tipo a ser construído na Europa. Foi o nosso primeiro modelo de velocidade, um sucesso de vendas no sul de França, Espanha e Alemanha, e foi o que lançou a empresa como Sunseeker International.

Tal como o design inovador do casco define padrões de desempenho mais elevados, também o sentido de luxo da Sunseeker estava a ser aprimorado.

 

UMA ERA DE CONFIANÇA

Ver as coisas de forma diferente sempre foi uma obsessão da Sunseeker. Em meados da década de 80, passou a ser uma paixão inabalável. 

Com atenção ao modo como os proprietários queriam usar os barcos, esta estratégia refrescante e produtiva destacou a Sunseeker da concorrência. E, acima de tudo, aproximou-a dos seus clientes.

No Portofino 31, o foco mudou das acomodações para os cockpits com capacidade para grupos grandes de pessoas, apresentando um barco de duas cabines amplo e confortável e repleto de estilo.

A Sunseeker colocou em destaque o entretenimento, a diversão e o desempenho, numa era de confiança que se revelou no notável Tomahawk 37.

Ainda hoje adorado, este ícone foi mais um exemplo de um barco prático que oferecia tudo o que a Sunseeker prometia.

IMAGINAÇÃO E INOVAÇÃO

Na década de 90, o estilo tornou-se um fator ainda mais importante. Concentrada neste componente, a Sunseeker começou a observar as linhas mais suaves empregadas no design automóvel.

Isto, combinado com o despertar da procura dos proprietários por barcos maiores, resultou no Renegade 60, o nosso  primeiro barco de produção com bipropulsores a jato, numa fusão perfeita entre desempenho, estilo e manobrabilidade excecional. O grande reconhecimento? Foi aplaudido pela concorrência na sua espetacular entrada no Espetáculo Náutico de Southampton em 1990.

Outro barco visionário do seu tempo foi o Predator 80, com o interior mais luxuoso alguma vez visto num Sunseeker. Mas mais importantes eram as três magníficas hélices de superfície Arneson.

Esta nova referência em barcos de luxo combinava acomodação, desempenho incrível, alcance e manobras como nunca antes visto, confirmando uma reputação não só pela criatividade no design dos barcos como também, e cada vez mais, enquanto um dos principais construtores navais do mundo.

UM MARCO MILENAR

No virar do século, a Sunseeker marcou a diferença ao lançar o seu terceiro maior iate a motor de sempre o Iate 105. Os inovadores materiais compostos e as mais recentes técnicas de construção criaram um grande sucesso.

Mantendo o ritmo – literalmente, com uma velocidade máxima de 32 nós – os verdadeiros inovadores da indústria produziram um iate a motor com um design inspirador, ganhando dois dos mais prestigiantes galardões nos Prémios Internacionais de Design de Super-Iates.

Mas esta viagem inesquecível tinha apenas começado.

O fascinante Iate 37M foi a inspiração do Iate 131. Mais tarde, apenas quinze anos após a criação do Iate 105, um verdadeiramente excecional marco histórico…

A entrega do nosso 100º iate de luxo a motor na categoria de super-iates com mais de 100 pés definiu toda uma gama de iates excecionais, incluindo o emblemático Iate 155.

Um feito que foi celebrado em setembro de 2015, assinalando várias décadas de inovação e arte na Sunseeker.

Com cada nova criação, sempre o melhor.

EM BUSCA DE NOVOS MUNDOS

A Sunseeker permaneceu sempre fiel a esta missão. Empenhados em atingir a perfeição e superar barreiras, mais fortes do que nunca. 

O enorme reconhecimento mundial da marca deve-se em grande parte à vontade de definir constantemente novos padrões e marcar a diferença.

Ao sabor das ondas. À descoberta de novos horizontes.

Sempre à procura de mais.  

 

SUN_10512576_100x100_40BLK

Quando Robert lançou ao mar o seu primeiro barco em 1971, não foi apenas o barco que ganhou asas. Foi toda a indústria da construção naval.

Ao longo dos anos, a Sunseeker sempre ambicionou alcançar a maior inovação e criatividade – e, consequentemente, o maior sucesso.

Atualmente, a Sunseeker International conta com uma dedicada equipa com mais de 2,000 especialistas em design, engenharia e construção, apoiados por uma rede mundial de mais de 80 locais de venda e assistência, e exporta cerca de140 iates por ano, para mais de 45 países.  

O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ver este sítio web corretamente. Atualizar o meu navegador agora

×